,

TRANSIÇÕES

14:37:00

 Olá Amores!


Tudo bem?  Como vocês estão? Hoje a Psicóloga Aline Brito vai nos falar do Transições, e olha que nessa vida nossa são muitas e ela ainda vai nos dar algumas técnicas de como fazer isso sem maiores problemas.





Um problema comum de gatilho de comportamento para muitas crianças são as transições. Quer seja se preparar para dormir, vir jantar ou largar o controle do videogame, em muitas famílias as transições podem se tornar um ponto de ignição que todos aprendem a temer.

Se as transições são um problema para seu filho, é importante descobrir o que é difícil na transição. Frequentemente, as crianças não gostam de interromper uma atividade da qual estão gostando (como brincar no computador) para fazer algo menos divertido, como se preparar para sair de casa. Embora ninguém goste de parar as coisas divertidas, algumas crianças lutam mais com isso do que outras. Isso pode ser um sinal de que eles ainda estão desenvolvendo habilidades de autorregulação emocional, mas é apenas uma das causas possíveis. Outras crianças lutam para lidar com mudanças imprevistas na programação ou para seguir em frente de algo que sentem que não terminaram.

Técnicas para facilitar as transições

Aqui estão algumas técnicas que você pode querer experimentar:

Visualização e contagem regressiva: todas as manhãs, defina como será o dia. Antes de cada transição, dê um cronograma e uma descrição do que acontecerá junto com as contagens regressivas (em 20 minutos, depois em 10, depois em 5, será a hora de terminar o café da manhã e ir para a escola). Isso ajuda as crianças a se prepararem emocionalmente.

Chame a atenção deles: para crianças que lutam para controlar sua atenção, faça um esforço especial para captar a deles. Faça contato visual, sente-se ao lado dele, coloque a mão em seu ombro ou peça-lhe para repetir o que você disse. Isso os torna mais propensos a seguir em frente.

Use música: as músicas podem ajudar as crianças (principalmente as crianças) a facilitar as transições. A música “limpar” é um exemplo popular disso, mas existem muitas músicas que podem ser encontradas ou compostas para se adequar a uma variedade de situações, desde amarrar sapatos até escovar os dentes.

Dicas visuais: publicar um gráfico com imagens ilustrando o que esperar de uma transição específica ou das etapas envolvidas é um bom lembrete visual para as crianças recorrerem.

Crie rotinas: se houver transições com as quais seu filho enfrenta todos os dias, como ir para a cama, crie alguma consistência e estrutura nessa transição. Por exemplo, quando está perto da hora de dormir, seu filho pode escolher uma última coisa que deseja fazer. Então, vocês dois sobem para escovar os dentes e ler uma história, então as luzes se apagam. Fazer essa rotina de forma consistente ajuda as crianças a saber o que esperar e torna a transição mais fácil.

Use recompensas: as recompensas podem ser uma ferramenta eficaz para usar em transições difíceis até que as crianças se acostumem com elas. Os pais podem usar adesivos, lanches ou um sistema de pontos que leva a recompensas tangíveis.

Consequências apropriadas: Se uma transição não estiver indo bem, pense nas consequências que você está (ou não) dando. Gritar não é uma consequência eficaz, mas ignorar ativamente ou um tempo limite pode ser.

Use elogios: quando uma criança faz uma transição, certifique-se de dar a ela alguns elogios entusiásticos para reconhecer seu comportamento. Por exemplo: “Gostei muito de como você entregou o iPad na hora e começou a escovar os dentes. Agora temos mais tempo para ler! ”

Espero que essas técnicas sejam úteis nos processos de transição com sua criança!

Beijos e até a próxima semana! Aline Brito







BEIJOS! BEIJOS!

You Might Also Like

0 comentários

SUBSCRIBE NEWSLETTER

Get an email of every new post! We'll never share your address.