Volta as Aulas é Possível ?

08:30:00

 Olá Amores!

Nesse momento que estamos passando, não está sendo fácil, por isso a futura psicóloga Aline Brito, nos trás uma reflexão sobre nossos filhos no atual momento. Venham conferir !!

Não sei se todos concordam, mas criar filhos em 2020 está sendo totalmente diferente do que foi em 2019. Em 2019 havia conversas no parque entre os responsáveis enquanto as crianças brincavam, o reencontro após o turno escolar e aquele monte de histórias e aventuras!



Esses dias foram substituídos por instruções estritas para praticar o distanciamento social, aulas on line, máscaras quando houver necessidade de sair de casa, álcool gel e lavar as mãos  sempre,  muitas famílias perderem entes queridos, dentre tantas outras questões.

Fala se que as aulas voltarão em breve, especula se que somente no próximo ano. Enquanto isso algumas escolas já se preparam para o melhor cenário, pois desejam estar preparadas e com o otimismo vem os protocolos como medidas de higiene, medidas pedagógicas, algumas crianças serão instruídas a ficar em círculos ou ir direto para suas salas de aula e ficarem lá, preocupa-se com a hora da alimentação ( se houver), com redução de jornada, são tantos detalhes incertos. Mas e nós responsáveis, e as nossas crianças. Será que estão todos preparados para essa retomada?

Pode ser um momento difícil para os filhos, mas também para os pais, que muitas vezes sentem as coisas de forma muito mais emocional em nome dos filhos.

Conversei com algumas mães para saber como estavam lidando com as emoções e a ansiedade que acompanham o possível retorno a escola:

Mudança raramente é uma coisa fácil de processar, mas o que acontece quando há tantas mudanças acontecendo em nossas vidas que tudo se torna demais?

"Não tenho opção de deixá-la com ninguém, então não me resta outra alternativa a não ser deixa la na escolinha, mesmo não me sentindo segura.”

"Então, estou tão preocupada e parece realmente injusto que nossos filhos estão tendo que passar por isso e percebo como se estivessem perdendo esse tipo de infância inocente que tivemos."

Outra mãe admite que teve de aceitar o inevitável - que seus filhos simplesmente não estarão tão "seguros" na escola como foram em casa.

"Sei que meus filhos provavelmente não irão se distanciar socialmente com a segurança que deveriam, mas eu sinto que o vírus não vai a lugar nenhum tão cedo, então eu sinto que o risco social de isolá-los, confundi-los e perder a conexão é potencialmente um risco maior e um prejuízo mais permanente do que o próprio vírus. "

Uma coisa que observamos é que para muitos pais, suas lutas são todas baseadas em preocupações relacionadas aos filhos e como isso os afetará, e não em como as coisas nos afetarão.

É hora de respeitar as escolhas das famílias, sem julgamentos, sem certo e errado. Praticando empatia na relação família - escola e principalmente acolher nossos pequenos, ouvi-los sobre como se sentem, observar como esta nova realidade está impactando a vida deles e lembre se principalmente: as crianças muitas vezes espelham em nossos comportamentos, então se estivermos serenos e tranquilos, provavelmente eles também estarão! Converse com outras mães, formem uma rede de apoio e você verá que não está só! Lembre se: você está fazendo o melhor !

Até a próxima semana. Um grande beijo!







Beijos! Beijos!

 

You Might Also Like

0 comentários

SUBSCRIBE NEWSLETTER

Get an email of every new post! We'll never share your address.